Páginas

13 de fev de 2012

ONDE



Onde o abraço
É descanso
E o amor o motivo
Onde o traço
É conforto
E o par é amigo
Faz um silêncio
E o sorriso do olho
Diz a verdade
Ao ouvido

Onde a chuva
Chora saudade
E o tempo não
Está a correr
Onde a curva
Leva a eternidade
E desenha todo querer
Há plenitude
É onde se aprende a crescer

CORRO




Fui encontrar o sonho
Que estava perdido
Já não espero
As borboletas
Corro com elas
Não importa o que eu diga
Ou faça
É preciso se mover
Andar longe ou perto
Querer voar
Tocar o céu aberto
O invisível
Acorda
O sonho
Com coragem
Coração
E consciência