Páginas

15 de abr de 2008

"... A minha alma chora, a minha alma ri.
A minha alma voa, a minha alma aterra e fica dorida.
A minha alma desperta, a minha alma adormece.
A minha alma toca, a minha alma acontece.
Menina das lágrimas, não chores mais.
Olha este rio de choro, cheio de pétalas de flores que aí se vão amontoando, viajando nesse teu pranto.
Não chores menina das lágrimas ... não chores ... "

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus vê o amanhã com mais clareza do que nós vemos o ontem. Deixe que Ele dirija...