Páginas

17 de abr de 2008


De blusinha branca
De blusinha branca
Sentada no muro
De blusinha branca
O meu amor namora

O amor não tem hora
O amor pode ser
Que não seja agora
O amor pode ser
Uma desilusão
Quando bate à porta
Meu amor não me deixa dormir
Meu amor não me deixa fingir
Meu amor se esconde
Só Deus sabe onde
É que ele mora
Quando a chuva começa
Ela não se apressa
Ela não vai embora
Deixa a chuva saber
Que o seu corpo molhado
Me desespera
Por debaixo da blusa é que está
Toda felicidade que há
O que está escondido
Em sua blusa branca
Me faz suspirar ... "
.
Blusinha Branca - Papas na Lingua

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus vê o amanhã com mais clareza do que nós vemos o ontem. Deixe que Ele dirija...